Comunicados de Imprensa

Lista dos comunicados de imprensa da Pikolin.

A ORDEM DOS FISIOTERAPEUTAS DE MADRID E A PIKOLIN LANÇAM UM GUIA DO DESCANSO SAUDÁVEL

A ORDEM DOS FISIOTERAPEUTAS DE MADRID E A PIKOLIN LANÇAM UM GUIA DO DESCANSO SAUDÁVEL

Descanso saudavel

(Madrid, 28 de novembro de 2011)-. A Ordem Profissional dos Fisioterapeutas da Comunidade de Madrid (CPFCM) e a Pikolin lançaram um Guia do Descanso Saudável, com o objetivo de dar diversas recomendações e pautas simples para melhorar o descanso, tanto de crianças como de adultos.

Esta iniciativa engloba-se no acordo de colaboração assinado por ambas as entidades, através do qual trabalham para desenvolver conjuntamente ações que promovam o descanso saudável.
Para a Pikolin, segundo declara a Diretora de Comunicação, Ana Robledo, “uma noite de descanso é um dia com saúde”; por isso, continua, “estamos totalmente envolvidos com campanhas de prevenção e consciencialização como a do Cancro da Mama ou, recentemente, a Osteoporose, doenças nas quais a prevenção e a deteção precoce é vital”.

“As campanhas levadas a cabo pela Ordem Profissional dos Fisioterapeutas da Comunidade de Madrid são um exemplo claro do envolvimento com a saúde preventiva; por isso, ambas as marcas estão unidas", afirma.

Guia do Descanso Saudável

Entre os conselhos que se oferecem no Guia do Descanso Saudável, salienta que, para dormir, é necessário adotar a posição “mais cómoda”. Neste sentido, não recomenda dormir de barriga para baixo, porque, segundo indica, “a posição mais saudável é dormir de lado e virado para cima com uma almofada que nos permita ter a nossa cabeça na horizontal do nosso tronco”.

Também refere que, para descansar na cama, na posição virada para cima, as nossas costas estarão mais relaxadas se pusermos uma pequena almofada debaixo dos nossos joelhos.

Quanto ao número de horas de sono recomendável, é variável consoante cada adulto, sendo a média para um sono reparador de 7 a 8 horas. No caso das crianças, a média habitual é de 9 a 10 horas, dependendo da idade.

“É importante manter um horário de sono regular e repetido diariamente, tentando evitar que nas férias e ao fim de semana, esse ritmo de descanso se altere muito”, acrescenta.

Assim, recomenda que, numa perspetiva geral, a partir do ano ou ano e meio de idade, as crianças durmam na sua própria cama ou no seu quarto. A cama deve ser adequada ao seu tamanho e a uma altura que lhes permita entrar e sair com plena autonomia e sem risco de quedas.

Para manter a cama em bom estado, o Guia indica que o colchão seja mudado cada 8 a 10 anos, porque, passado esse tempo, “não se recomenda o seu uso porque terá perdido as suas propriedades de higiene e conforto”. Também recomenda dar a volta ao colchão cada certo tempo, rodando-o de cima para baixo e da direita para a esquerda para que o desgaste seja progressivo e homogéneo ao longo da sua vida útil.

No seguimento desta recomendação, o Guia indica uma série de sinais de alarme para substituir o colchão, que são: se a cama tiver mais de 8 anos; quando nos levantamos com dores no pescoço ou nas costas, cansados ou sem forças; quando a parte superior do colchão está solta ou apresenta irregularidades ou deformações; quando, ao dormirem duas pessoas juntas, estas tendem a cair para o centro sem querer; ou quando o estrado ou a base estão inclinados, em mau estado ou fazem ruídos.

Na hora de comprar um colchão, o Guia refere uns fatores-chave para escolher o colchão que mais se adapta às necessidades da pessoa, com três condições: firmeza para manter uma posição correta nas costas; aconchego agradável graças a uma suave pressão na superfície; e higiene, com umas condições determinadas de humidade e temperatura.

No que respeita às dicas que o Guia oferece para obter um sono reparador, recorda que as refeições copiosas são inimigas do bom descanso, que não nos devemos deitar durante a digestão, que devemos evitar bebidas alcoólicas e fumar antes de dormir, evitar bebidas como o chá ou o café, ou manter um horário regular para nos levantarmos e deitarmos.

Também indica que se devem respeitar os ritmos marcados pelo corpo, porque só ele sabe quantas horas necessita para recuperar-se, ao mesmo tempo que recomenda o exercício físico. Por outro lado, aconselha um grau de humidade ideal para um bom descanso por volta dos 60%; o termómetro deve indicar entre 18 e 20º; evitar a luz forte e os ruídos, desenvolver o nosso próprio hábito de descanso; e usar roupa de fibras naturais.

Por último, o Guia do Descanso Saudável apresenta uma tabela de exercícios para reduzir o stress e ajudar a ter um descanso saudável. Estes exercícios podem realizar-se uns minutos antes de ir para a cama, a fim de reduzir a tensão muscular acumulada durante o dia e para poder conseguir um sono reparador.

Para obter mais informação sobre Fisioterapia, o Guia dirige-nos ao website da Ordem, www.cfisiomad.org, e, para encontrar mais conselhos saudáveis, recomenda o seu website

www.consejosdefisioterapia.org e www.blogpikolindescansoysalud.com

x